estudo urodinâmico

                    O Estudo Urodinâmico, Urodinâmica ou Avaliação Urodinâmica é o estudo completo do ato de urinar. Com ele, é possível avaliar as reais causas das perdas urinárias, obstruções e alterações do jato urinário.

                   Trata-se de exame minimamente invasivo, em que é inserida na bexiga uma sonda de baixo calibre (< 3 mm de diâmetro), bem como sonda retal para aferição da pressão abdominal. Via de regra, é indolor e dura aproximadamente 60 minutos.

​                   A avaliação completa inclui 3 etapas:​

  • A primeira etapa, conhecida como FLUXOMETRIA, é um exame de triagem, realizada o mais próximo possível das condições fisiológicas em que, simplesmente, o paciente esvazia a bexiga em um recipiente específico. É possível avaliar dados como força do jato urinário, volume urinado, estilo da curva, etc. Todavia, não identifica a causa do problema.

  • A segunda etapa, a CISTOMETRIA, procura estudar de que forma a bexiga se comporta na fase de ENCHIMENTO. Para isso se introduz uma fina sonda que tem dois propósitos: realizar o enchimento da bexiga com água e identificar alterações das pressões. Dessa forma, é possível avaliar a maior parte das perdas urinárias, que normalmente ocorrerem por contrações involuntárias ou perdas por esforço.

urodinamica.png
  • A terceira é última etapa, o ESTUDO MICCIONAL, é a fase em que se avalia, agora com a presença de sonda vesical, o ato de urinar em si. São comparadas as pressões da bexiga com a força do jato urinário, de modo que se identificam as causas de obstrução (no homem, principalmente relacionada à próstata) e de falha do mecanismo de contração do músculo detrusor, o músculo da bexiga.

 

                    Portanto, o ESTUDO URODINÂMICO é um exame minimamente invasivo e extremamente útil na avaliação das disfunções miccionais, sendo em muitos casos a única opção no diagnóstico preciso para o tratamento adequado.

urodinamica exemplo.png