uroginecologia

          A Uroginecologia é a área de atuação do médico que engloba tanto a Ginecologia (Sistema Genital Feminino) como a Urologia (Sistema Urinário). Abrange uma ampla gama de patologias que usualmente estão relacionadas à disfunção urinária associada a alterações anatômicas, consequentes da idade, gestações prévias ou secundários a procedimentos cirúrgicos já realizados. Em especial, as disfunções miccionais mais comuns estão relacionadas à Incontinência Urinária (IU), ou seja, a perda de urina por mecanismos diversos de forma involuntária.

          A IU é uma condição médica compartilhada por milhões de mulheres e é definida como a perda de urina em situações diversas de forma involuntária, podendo variar de algumas gotas a esvaziamentos completos da bexiga. Para entender melhor os mecanismos da perda de urina, é importante diferenciar os tipos de IU.

incontinencia feminina sling.jpg

         

Os 4 Principais Tipos de IU na mulher são:

  • Incontinência Urinária de Esforço: ocorre quando há perda de urina durante exercícios, tosse, risadas, espirros ou qualquer movimento que causa aumento da pressão abdominal;

  • A Urge-Incontinência, também conhecida como Incontinência de Urgência ou Bexiga Hiperativa é condição em que as perdas urinárias ocorrem após uma sensação de urgência urinária, isto é, uma grande vontade de urinar, normalmente incontrolável;

  • Incontinência por Transbordamento é o termo que se dá para situações em que há algum grau de obstrução urinária, usualmente a nível uretral, que acarreta um acúmulo progressivo de urina e consequente transbordamento. Usualmente é menos comum nas mulheres e mais frequente no sexo masculino;

  • Incontinência Neurogênica, secundária de um quadro conhecida como Bexiga Neurogênica, é uma ampla condição em que pode mesclar perdas por hiperatividade vesical bem como transbordamento, secundária a patologias neurológicas.

 

          Variações e condições mistas podem se fazer comumente presentes, situação em que se dá o termo de Incontinência Urinária Mista.

          

inkontinenz-arten.jpg

          A Incontinência Urinária de Esforço (IUE), por exemplo, normalmente tem causa multifatorial, incluindo gestações prévias, cirurgias pélvicas, menopausa e obesidade. Usualmente é diagnosticada clinicamente, podendo-se lançar mão de exames adicionais, como o Estudo Urodinâmico quando necessário. O tratamento é baseado em diversos fatores, como grau de perda, idade da paciente e condições clínicas, e pode consistir em manejo clínico com Fisioterapia para fortalecimento dos músculos pélvicos ou tratamento cirúrgico, pela aplicação de Sling de Uretra Média, procedimento em que é colocada uma pequena tela sintética que oferece suporte para a uretra, evitando as perdas.         

obtryx sling.jpg

Exemplo de Sling de Uretra Média (Obtryx® - Boston Scientific)

          A Urge-Incontinência, entretanto, usualmente é manejada clinicamente, através de medicações da classe dos anticolinérgicos, a fim de reduzir a hiperatividade dos músculos vesicais que acarretam as perdas. Outras formas de tratamento podem ser empregadas em casos de falha terapêutica, como a aplicação de Toxina Botulínica Vesical ou mesmo Neuromodulação Sacral.

 

          A completa avaliação clínica através da Anamnese e do Exame Físico, bem como realização do Estudo Urodinâmico, quando necessário, fornece ao médico o diagnóstico preciso para o tratamento adequado.